PodCast App Maria – 5 erros cometidos nos 3 primeiros aplicativos desenvolvidos

Nesse episódio eu reaproveito uma live que abordo o assunto dos erros mais sérios que cometi sobre desenvolver um aplicativo!

 

Roteiro do podcast

  • Tipo de Cliente e Quantidade de Cliente
    1. Governamental (Corre porque você não recebe ou demora muito ao ponto de quebrar sua empresa).
    2. Poucos Clientes por medo de não dar conta de entregar os projetos.

  • Falta de Organização
    1. Não tínhamos a prototipagem de aplicativo definido como está hoje, trabalhava muito no achismo.
    2. Além de ter um protótipo, para aí então definir a quantidade de horas técnicas para ter o fim do projeto para publicação.
    3. Hoje temos dados para tomada de decisão.

  • Loja de Publicação
    1. Separar por cliente, nunca centralizar em uma única conta.

  • Manutenção do Aplicativo
    1. Trabalhávamos por projetos, não por horas técnicas, isso nos deu muito prejuízo nos primeiros projetos de aplicativo.

  • Marketing Exclusivo de Aplicativo
    1. Os primeiros aplicativos não trabalhávamos o marketing, por falta de conhecimento mesmo, focamos somente no desenvolvimento e não passava essa informação logo no início do projeto para cliente como fazemos hoje.

 

Como iniciar um projeto online com o menor custo possível? MeuApp.Space


Detalhamos aqui o projeto MeuApp.Space, como foi o início, como está e os próximos passos.

Projeto falando no vídeo: https://meuapp.space
Rede Social do projeto MeuApp.Space
Tecnologias utilizadas:
Gateway de pagamento: https://pagar.me
Editor de vídeo: renderforest.com/pt/
Curso de wordpress – Udemy: https://www.udemy.com/course/aprenda-…
Curso Prototipagem de Aplicativo: https://www.udemy.com/course/criar-pr…
DUAS(2) ABORDAGENS DE CRIAÇÃO DE APLICATIVO – Indicações Valiosíssimas

Esse vídeo separei em duas partes para o melhor entendimento:

  1. Aplicativos NÃO publicados em lojas (App Store e Play Store)
  2. Aplicativos publicados em lojas (App Store e Play Store)

Me chamo Luis Nathan, me denomino especialista em protótipo e desenvolvimento de aplicativo, está na Bio do meu instagram e na página do Facebook.

Com a empresa App Maria temos 5 anos de experiência focado em desenvolvimento de aplicativo, tínhamos dedicado todos os esforços em desenvolvimento de aplicativo nativo, tem um vídeo que eu comunico que [Vídeo], que estamos buscando a entender outras tecnologias para o desenvolvimento de aplicativo, a 2 ou 3 anos atrás quem me conhece sabe que era impossível eu falar com entusiasmo sobre as tecnologias que vou abordar, hoje nesse vídeo com vocês.

Então vamos para a parte [Não publicados], quer dizer que são aplicativos que não precisam de serem publicados nas lojas AppStore e Play Store para que o usuário utilize seu aplicativo, os chamados PWAs, eu tenho 2 vídeos aqui no canal que ensino a criar aplicativos PWAs utilizando o Excel do Google, é isso mesmo, para vocês terem uma noção do quanto está simples criar um aplicativo nos dias de hoje, basta entender sua necessidade e se adequar a cada tecnologia disponível no mercado. 

Mas hoje quero mostrar como, que além do PWAs que ensino a criar com o Google Excel, existem outras ferramentas simples de criação de PWA’s incluindo wordpress, ou seja, quem tem expertise com o WordPress, vou mostrar agora quais ferramentas usar para criarem seu PWA, e indicarei tbm na descrição e caso esteja no Blog App Maria, estará no corpo do texto, pois bem, vamos para o checklist das ferramentas:

E pronto, agora você tem um aplicativo PWA e Web pronto para ser usado e testar sua ideia de aplicativo.

Aplicativo publicado em loja [App Store e PlayStore]

Existe a possibilidade de desenvolvimento de aplicativo sem código, sim! Essa é uma febre nos EUA e na Europa, muitas empresas especializada somente em desenvolvimento de aplicativo sem a necessidade codificar uma linha de código. Vou apresentar o principal que eu conheci nesses últimos meses e vou indicar um professor que tem feito muito bem a criação dessa comunidade de desenvolvedores sem código, vou deixar aqui embaixo o seu link de canal do Youtube, para que acesse, ele tem umas aulas de aplicativos que é possível criar gratuitamente com ele em suas playlists do Youtube.

Renato Asse.

  • O bubble.io [ele da a possibilidade de voce publicar seu aplicativo nas lojas]

 

Abordei esse último tópico, porque a intenção do nosso canal no Youtube é ajudar as pessoas e clientes que desejam ter seu aplicativo e sua ideia sendo executada, e aqui está a chave do título desse vídeo: 

Hoje, existem muitas possibilidades de vocês tirarem sua ideia do papel, muitas tecnologias disponíveis para validar sua ideia.

Eu sempre sugiro a criação do protótipo do aplicativo, criei um curso para ajudá-los com isso, estará disponível também aqui na descrição e espero ter dado luz para encorajá-los a executar e com o mínimo de gasto possível criarem seu aplicativo. No curso de prototipagem de aplicativo eu ensino a criar seu aplicativo para conseguir encontrar um programador para executar seu projeto de aplicativo. Com isso economizando em média 40% do desenvolvimento de todo o projeto e principalmente ganhando tempo de liberação do seu aplicativo.

 

Ferramenta pra criar PWA (Web App) – Aula 1

 

Utilizando apenas 3 ferramentas totalmente online, sem a necessidade de instalar nada, é possível criar um PWA (Progressive Web App), um Web App.

Resolvi fazer essa aula, pois encontrei inúmeros clientes necessitados de soluções baratos e por isso resolvi fazer essas duas aulas sobre PWA, pois é possível criar algo simples e objetivo com essas ferramentas para tirar uma ideia do papel ou simplesmente melhorar o engajamento na forma de disponibilizar informações da sua empresa ou startup.

Ferramentas usadas:

  • Google Drive
  • Google Sheets (Planilha)
  • Glide Apps

 

Arquivos Usados:


Veja o resultado, clicando na imagem ou escaneando o QrCode com o celular:

Qual fonte utilizar no aplicativo – iOS e Android

Tipografia para aplicativos, existe fontes para cada plataforma? Sim!

A Apple começou nos anos 2000 com a Lucida Grande para o OS X, em seguida passou Helvetica Neue Light, teve muitos problemas por ser muito fina, até passar para a Helvetica Neue, em 2015 criou sua própria fonte chamada San Francisco usada nos dias atuais, onde pode ser visto em seu site developer guideline padrão.

Já o Android tem como padrão as fontes da sua página oficial Google Fontes. Importante ressaltar que além de ter várias fontes a fonte mais utilizada e considerada padrão é o ROBOTO que tem um espaçamento único que ajuda na leitura.

Utilizar a fonte padrão é algo bom, visto que quando utilizamos algo que a plataforma disponibiliza, a gente evita erros que aparentemente parece ser pequeno, mas sabemos que existe um estudo apurado dos designers de tipografia de cada loja para conseguir entregar a melhor fonte para o usuário final.

Servidores para aplicativos – Qual escolher?

Com base na nossa experiência, tivemos servidores de baixo custo e hoje utilizamos como o principal nos aplicativos desenvolvidos pela App Maria, o servidor do Google, pois além de ser apenas um servidor precisamos levar em consideração vários fatores, que listarei abaixo:

  • Custo benefício
  • Suporte para linguagens mais usadas na web
  • Segurança
  • Facilidade de configuração
  • Ferramentas para desenvolvimento (como functions)
  • Fácil manejo de faturamento

Diante de todos os itens acima, o principal que nos fez escolher o Google Servidores, foi a facilidade de desenvolvimento, pois tem inúmeras ferramentas inseridas e de fácil uso, diferente de servidores que só suportam websites, pois as ferramentas agilizam em torno de 55% do desenvolvimento do aplicativo.

Imagina contratar um servidor que só dá suporte para site, por exemplo, ter que configurar ferramentas como CRONJOB e outras que já vem inseridas e fácil de contratar para o desenvolvimento do aplicativo. Pois bem, isso tudo precisa ser levado em consideração ao contratar o servidor para hospedar o seu aplicativo.

O custo benefício é importante, pois assim que você contrata, até os dias atuais, o Google te dá U$ 300 dólares antes de cobrar no seu cartão de crédito, ou seja, enquanto está sendo desenvolvido a aplicação não é cobrado praticamente nada, começa a ser cobrado um valor de uso apenas após o término desse valor bônus, o que deixa caro o servidor? Geralmente é o banco de dados, pois o processamento precisa ser o máximo otimizado pelo DBA (Administrador de banco de dados).

Em seguida a segurança o Google da ênfase em suas propagandas dizendo sempre que o mesmo servidor do Google é o servidor que fica disponível para contratação, nunca ouvimos dizer que a Google foi invadida né? Então imaginamos que a segurança é excelente.

Existe outro servidor muito bom também que é o Amazon Web Service (AWS), é um preço bom, também tem o benefício de bônus nos primeiros meses para uso e assim como a Google, também é fácil de começar a usar e trabalhar, precisa de configurações do servidor, assim como o Google.

Para aplicativos nós sempre orientamos a aquisição de servidores que conseguem “performar” de forma a escalar grandes números de download e suporte de uso sem perder a qualidade.

Então sim, é importante saber exatamente qual servidor contratar no início do seu projeto, um aplicativo ele começa com zero downloads, mas chega a uma grande quantidade muito rápido, caso haja um MKT para aplicativos, bem aplicado.

Deixe seu comentário e divulgue o conteúdo se achou interessante.

 

[mc4wp_form id=”283″]

Passo a passo para a publicação do seu aplicativo na loja Play Store – Google

A Play Store é a loja oficial do Google para distribuir o aplicativo da plataforma Android, conta com mais de () tipos de dispositivos disponíveis para download do seu aplicativo.

Diferente da Apple que o processo começa pelo programa Xcode, na Play Store o processo começa online. Ensinamos a criar uma conta da Play Store nesse post.

Após cria sua conta e terá o botão acima [CRIAR APP] azul, que pode ser visto na imagem acima.

Sempre que vamos criar um app na loja eu faço o checklist de todos os dados, já pré-definido em um word. Não esqueçam que é nesse momento que se aplica de forma a ganhar download a estratégia de ASO (APP STORE OPTIMIZATION), que é a técnica que ensino na aula gratuita de MKT para Aplicativos.

  • Checklist primário (ASO – Primeiro fator de busca da loja)
    • Título (até 50 caracteres)
    • Breve descrição (até 90 caracteres)
    • Descrição completa (até 4.000 caracteres)
  • Checklist secundário (Gráfico)
    • Ícone (512px por 512px)
    • Telas de apresentação: tanto para telefone, tablet, android Tv e Wear Os (tamanho padrão 1080px de largura por 1920px de altura ou no modo horizontal os valores inverso, sendo: 1920px de largura por 1080px de altura).
    • Gráfico de recurso (1024px de largura por 500 pixel de altura)
    • são os itens obrigatórios.
  • Itens que pode te ajudar nas divulgações (opcional)
    • Gráfico promocional (180px de largura por 120px de altura)
    • Banner de TV (1280 de largura por 720 de altura)
    • Vídeo promocional (Link do youtube)
  • Categorização (obrigatório)
    • Tipos de app
    • Categoria
    • Tags (Palavra-chave) ==> um dos pontos principais que ajuda no (ASO) importante a criação e o monitoramento
    • Classificação do conteúdo (importante, já tivemos aplicativo que ficou fora do ar, por um dia por conta de não ter preenchido esse item)
  • Detalhes de contato
    • Site (opcional)
    • E-mail (obrigatório)
    • Tefefone (opcional)
  • Política de privacidade
    • Sugerimos que sempre preencha para não ter problema com a exclusão repentina do seu aplicativo no Google Play.

Feito isso, iremos começar com o primeiro passo que é validar seu título:

Ao clicar no [CRIAR APP] 2 coisas são pedidas no inicio o idioma padrão e o título.

Em seguida irá para essa página abaixo:

Basta preencher tudo e colocar o programador com acesso de gerente de lançamento para subir o APK do aplicativo e estará pronto para enviar para revisão do Google Play. Estima-se um tempo maior que o normal na sua primeira publicação.

Receberá um e-mail indicando que seu aplicativo está disponível para download.

Passo a passo para a publicação do seu aplicativo na loja App Store

Primeiro passo para a publicação de aplicativo para a loja da App Store é ter um computador da App Store, é isso mesmo, não é possível de outra forma até o presente momento.

Estando com um computador da App Store (Mac, iMac, Mac Mini), precisa autenticar esse computador com a conta que foi criada para desenvolvimento, se não tem uma conta ensinamos aqui como criar a sua.

Em seguida o programador que desenvolveu seu aplicativo, irá usar o Xcode, uma ferramenta específica para programação Swift e outras linguagens, o mais importante que é através dessa ferramenta que será possível subir uma versão do seu aplicativo para a iTunes Connect.

Quando ele disponibilizar o arquivo com a versão inicial, aparecerá as informações que precisam ser preenchidas, que são:

Informações do App:

  • Nome
  • Subtítulo
  • URL da política de privacidade
  • Categoria do aplicativo

 

Preço e disponibilidade:

  • Caso queira deixar o app gratuito, deixe setado com as configurações padrões.

 

Agora sim a versão do aplicativo compilado: [Importante que cada versão é diferente uma da outra, por isso que essa parte que é editado inicialmente e enviado para revisão

  • Todas as telas:
    • Tela de 6,5 pol ⇒ em pixel é 1125px de largura por 2436px de altura.
    • Tela de 5,5 pol ⇒ em pixel 750px de largura por 1334px de altura.
  • Texto promocional 
  • Descrição completa
  • URL de Suporte
  • URL de Marketing
  • Palavras-chave
  • Informações para equipe de revisão
    • Pergunta se é necessário iniciar sessão
      • Se sim: passar o login e senha
    • Notas para orientação do revisor do seu aplicativo.
      • Escolher anexo se necessário.
    • Informações de contato, caso precise de entrar em contato contigo.
      • Nome e sobrenome
      • E-mail
      • Telefone/Celular
    • Copyright do dono do aplicativo

Separado todo o conteúdo acima, basta preencher e enviar para revisão, o ambiente de teste ele é disponível assim que sobe a compilação no TestFlight, falo melhor sobre o ambiente de teste em um post em breve.

Enviado para revisão demora de 24 a 72 horas para resposta da equipe da App Store, para contestar seu app, solicitando mais informações e nas maiorias das vezes apontando os problemas, você ajusta o problema e sobe novamente para revisão, até ser aprovando e apara o status PRONTO PARA VENDA.

Fique atento a mais informações, se tiver dúvidas nos mande no comentário, faremos um post sobre, ou assina nossa newsletter, estaremos enviando informações referente a aplicativo.

 

[mc4wp_form id=”283″]